Como escolher entre os diferentes tipos de gesso

O gesso é um material presente em quase toda obra de construção civil. É um material indispensável para o acabamento de tetos e revestimento de forros, podendo ser empregado também como parede. Portanto, o gesso é muito versátil, não se limitando apenas a servir como acabamentos ou detalhes decorativos.

A produção do gesso tem início com a extração da gipsita, um mineral, que em seguida passa por um processo de trituração. E, depois é aquecido a altas temperaturas, num processo chamado calcinação. O material sofre uma desidratação parcial e com a evaporação da água é obtido o gesso. Existem diversas empresas e profissionais especializados na manipulação e execução de acabamentos e divisórias de gesso. O acompanhamento profissional, desde a fase de projeto à fase de execução é fundamental. A mão-de-obra qualificada é que garante a segurança da instalação e a qualidade do serviço. 

Dito isto, é importante saber quais são os tipos de gesso existente e que podem ser empregados na sua casa, seja na construção, reforma ou na decoração. Neste artigo trazemos informações úteis para você se orientar na hora de escolher qual o tipo de gesso mais indicado para cada ocasião.

1 – Sanca invertida

O gesso é largamente empregado na construção para fins de vedação, forros, paredes e divisórias, e para fins de acabamento, sendo aplicado como revestimento. Quando falamos no emprego do gesso para estes fins, estamos nos referindo a dois tipos de produtos: o gesso comum e o gesso acartonado. 

Existem também outros tipos menos usados, como o revestimento de gesso, uma espécie de argamassa de gesso aplicada diretamente na laje ou na parede ou sobre o reboco, e o gesso fundido, um sistema parecido com a alvenaria, constituído de blocos de gesso. 

 

2 – Sanca aberta

Para a vedação do forro, os tipos de gesso indicados são o gesso comum e o gesso acartonado. O gesso comum é mais barato e um mais pesado. As placas são fixadas por encaixas das próprias peças e sustentadas por arames galvanizados. O gesso acartonado, também conhecido como Drywall, é composto de gesso, aditivos e uma camada dupla de papel cartão, que o torna mais resistente a rachaduras. As placas são fixadas em perfis metálicos. 

Neste apartamento vemos um forro de gesso acartonado com sanca aberta, já que a moldura fica voltada para o centro do espaço. Na sanca é embutida a iluminação, que reflete no morro e cria este efeito visual incrível.

Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?Entre em contato!

SOLICITE SUA CONSULTA GRÁTIS

3 – Compatibilização com as instalações elétricas

O gesso é ideal para fazer rebaixamentos de teto e acabamentos no forro. Além da questão estética e da possibilidade de trabalhar com diferentes estilos de iluminação, o gesso tem ótimo desempenho térmico e acústico, funcionando portanto como um isolante térmico e acústico. 
Entre as vantagens da escolha pelo gesso acartonado, mais comumente empregado, podemos mencionar a rapidez de execução, o acabamento mais refinado, redução de resíduos, a otimização das instalações elétricas e hidráulicas, além do ótimo desempenho para o conforto do ambiente.

4 – Gesso acartonado com rasgos

O gesso acartonado tem duas variações, que devem ser levadas em conta na hora de escolher o tipo mais adequado. você irá encontrar o gesso acartonado estruturado, ideais para casas com telhado sem laje ou forro. As peças são fixadas em placas de aço galvanizado, e o gesso acartonado aramado, composto de painéis de gesso com tamanho entre 0,60 x 2,00 metros, ideais para o trabalho de rebaixamento de teto. 

Neste projeto, o forro de gesso rebaixado ganhou sancas com rasgos de luz, que possibilitam a propagação da luz. Estes rasgos podem ficar vazios ou ser preenchidos por acrílico ou vidro.

5 – Sanca aberta com lâmpadas de LED

Uma das principais características do gesso acartonado é a plasticidade, que permite a criação de diversos tipos de acabamentos e detalhes. Neste projeto, foi executado um forro de gesso acartonado com sanca de laterais abertas com lâmpadas de LED embutidas. A sanca ganhou detalhes frisados, que agregaram elegância e deram um toque clássico à decoração. 

A seguir veremos mais possibilidades de trabalhar com o gesso no acabamento do forro e mais variações de desenhos e composições.

7 – Sanca em ilha na sala de estar

A sanca em ilha é um rebaixamento de uma parcela do forro, criando uma área mais baixa e portanto mais aconchegante. Esta solução fica muito bem no quarto, sobre a cama, pois agrega aconchego e cria uma sensação mais intimista. Neste projeto, a sanca em ilha ganhou uma cor de destaque e luzes de LED em toda sua extensão, agregando elegância e sofisticação ao ambiente. 

6 – Sanca em ilha: sobre a bancada

Um detalhe muito expressivo é a sanca em forma de ilha. Em geral, este tipo de sanca serve para realçar uma porção do ambiente, como vemos neste projeto, no qual a bancada em forma de ilha ganhou uma sanca de gesso em ilha, com luminária embutida. 

8 – Tipos de sancas de gesso

Além de agregar mais personalidade e elegância aos ambientes, as sancas também permitem o uso da iluminação como elemento cênico e decorativo, como vemos neste projeto, no qual a sanca lisa de curvas sinuosas foi decorada com luz cromática, que realça o requinte e a sensação de intimismo do ambiente.

9 – Sancas com curva

E o que dizer destes forro com sanca em curvas, que dialogam perfeitamente com as formas sinuosas da edificação, realçando a sensação de movimento e de unidade. A iluminação indireta com luzes brancas agrega elegância e exuberância. 

Encontre aqui telefones e endereços de lojas de gesso em Sorocaba e região. Com o Guia do Construtor você encontra as melhores opções em construção civil: www.guiadoconstrutor.com.br/gesso-em-sorocaba 

(via)