Urban jungle: como ter um jardim dentro do banheiro

Aprenda quais são as plantas mais indicadas, como tratá-las e os principais cuidados indicados por especialistas
 

Neste banheiro assinado pelo escritório Andrade & Mello Arquitetura, os profissionais apostaram no jardim vertical dentro da área do box |Foto: Luis Gomes

 

Procurando por Jardinagem em Sorocaba? Confira:



Na maioria dos casos, os detalhes que envolvem a decoração do banheiro ficam mais devotados à área que compreende a bancada e a bacia sanitária. No box, as escolhas ficam concentradas para o revestimento, o nicho para dispor os produtos de higiene e os metais. E foi justamente com o desafio de um algo a mais que a dupla de arquitetos Erika Mello e Renato Andrade, do escritório Andrade & Mello Arquitetura, lançaram mão de uma tendência: o ‘shower plants’, termo em inglês utilizado por fãs do estilo Urban Jungle, em na sua tradução literal significa ‘plantas no box do chuveiro’.

Mas como assim, é possível inserir espécies naturais dentro box? De acordo com o arquiteto Renato Andrade, a resposta é sim! E para quem ama plantas a possibilidade é magnífica, uma vez que não será necessário se preocupar com a drenagem do jardim. “É maravilhoso ter as plantas por perto e já foi cientificamente comprovado que elas aumentam a sensação de bem-estar. Durante o banho, elas deixam o momento ainda mais relaxante”, declara.

No projeto onde aplicaram a ideia, o apartamento não dispunha de varanda e os proprietários compartilham com a dupla de profissionais seu apreço e o desejo de ter plantas por perto. “A nossa sugestão de trazê-las para o banheiro agradou em cheio”, recorda-se Erika.

Confira o passo a passo desse processo:


Conhecendo os benefícios

Além de deixar o banheiro mais agradável, como dito pelo arquiteto Renato, a presença do verde auxilia no propósito de proporcionar mais vida aos ambientes. E no box não poderia ser diferente! Independente da espécie, as plantas purificam e renovam o ar, contribuem para um décor mais charmoso e belo, além de transmitir acolhimento. Nessa somatória, sair do convencional também é uma motivação!

 

Tipos de plantas

É necessário escolher as espécies adaptadas à vivência em ambientes úmidos e resistentes às temperaturas elevadas por conta da água quente do chuveiro. De acordo com a profissional Erika Mello, jiboias, bromélias, orquídeas, avencas, violetas, comigo-ninguém-pode, asplênio, peperômia, lírio da paz e caládio, são algumas das plantas que reúnem essas características. “Cuidando com atenção, essas plantas são capazes de absorver toda a umidade do espaço”, completa Erika.

 

Procurando por Jardinagem em Sorocaba? Confira:

Cuidados

Para usufruir dos benefícios, ainda se faz indispensável analisar outros fatores antes de inserir as plantinhas dentro do box. Segundo Renato Andrade, um dos pontos está relacionado à luz solar, condição sine qua non para todos os seres vivos. E junto com a iluminação, a ventilação natural. “Fica complicado aplicar a ideia em um espaço apertado. Um box grande propicia a distância para que as espécies não sejam impactadas pela água e produtos de higiene, evitando danos”, conta.

Na manutenção, Erika ressalta que o morador terá o adicional de promover a limpeza com maior frequência. “As plantas envelhecem e soltam folhas velhas. A limpeza precisará ser diária”, adverte a profissional.

 

Um check list ponto a ponto, por Erika e Renato:

  • Tenha um box espaçoso;
  • Mantenha o chuveiro sempre distante das folhagens;
  • Escolha folhas mais resistentes à umidade;
  • Mantenha a janela sempre aberta para que o ambiente esteja em constante ventilação;
  • Escolha espécies que gostem de umidade;
  • Atente-se para as regas;
  • Prefira uma planta já desenvolvida para cultivo dentro do banheiro.
     

 

Neste projeto, os profissionais Erika e Renato do Andrade & Mello Arquitetura saíram do comodismo para a escolha das cores. O jardim vertical foi selecionado para harmonizar com o cimento queimado das paredes| Foto: Luis Gomes



Essa matéria foi concedida pela DC33. Muito obrigado Andrade & Mello Arquitetura e DC33 pelo material disponibilizado.