Toques de cor e soluções de drywall modernizaram apartamento de 87 m²

Base neutra mesclada com toques de cor e soluções de drywall modernizaram apartamento de 87 

Com as alterações na planta, a varanda recebeu a sala de jantar e foi integrada ao estar | Foto Thiago Drummond

Maior e em um prédio mais novo, o apartamento de 87 , na zona sul de São Paulo, caiu nas graças de um jovem casal com uma filha pequena. Mas era necessário adaptar os espaços ao estilo de vida da família: missão realizada com êxito. “O casal desejava que o lar fosse um refúgio prático, que proporcionasse momentos de relaxamento e lazer com a pequena”.

Na planta original do imóvel, os cômodos eram pequenos e tinha uma varanda de tamanho razoável para os padrões. Por isso, o ponto de partida foi integrar a varanda e criar unidade na área social. A partir dessa conexão, o piso vinílico para o revestimento dos ambientes, bem como por sua praticidade e fácil manutenção.

O drywall foi eleito como solução prática e funcional para ampliar ambientes e criar mais um quarto, já que no meio da obra, a família descobriu que tinha um bebê a caminho. “Essas descobertas acabam pegando todo mundo de surpresa – mas, diga-se de passagem, uma divina e linda surpresa boa! Além do dormitório, promovemos algumas outras mudanças no projeto, já que o casal expressou o desejo de ter um espaço adaptado para o menino”, conta a arquiteta responsável pelo projeto.

As principais paredes da sala foram executadas no sistema drywall. | Foto Thiago Drummond

O sistema com estrutura em perfis de aço galvanizado e chapas de gesso fixadas também marcaram presença nas paredes da sala – tanto aquele que recebeu a TV, como a posicionada atrás do sofá. Como resultado da sala, embora um pouco reduzida, o projeto não deixou de ofertar funcionalidade e aconchego. Seguindo a premissa da praticidade solicitada pelo casal desde o briefing, foram especificados elementos como o mobiliário em MDF e o tapete de lã com tons de azul.

Na arquitetura de interiores, foi projetada a parede da TV como uma continuidade para formar a bancada que se conecta à cozinha. “Resultando em um balcão gostoso para as refeições cotidianas”, destaca Carina.

Destacar o acervo de livro do casal foi uma das ações empreendidas com êxito pela arquiteta | Foto Thiago Drummond

Cada vez mais usual na atualidade, o apê ainda precisa contar com um espaço de home office. Entusiasta da marcenaria, a profissional projetou um móvel multifuncional: além de acomodar o acervo de livros, uma porta suspensa transforma-se em apoio para utilizar o notebook. O perfil discreto da família foi refletido no décor da área social, que apresenta uma base neutra pontuada com azul no mobiliário e acessórios, como o tapete, que criou o aconchego para os dias da família unida para ver um bom filme.

 

 

A cozinha recebeu um azul mais claro no mobiliário, em unidade com a base neutra do restante do apartamento. | Foto Thiago Drummond

Para a cozinha, os moradores trouxeram uma foto como referência de projeto. Apaixonados por cozinha – sem dúvidas, o ambiente favorito deles –, e a cor azul, os armários revelam um tom mais delicado que promove sintonia com o ladrilho hidráulico do piso. A bancada de quartztone é prática e se alinha com a proposta do ambiente. Os eletros embutidos no mobiliário criam um espaço maior de circulação no ambiente. A arquiteta também propôs um espaço para uma lousa para as anotações importantes e as prateleiras superiores receberam os livros de culinária que a moradora coleciona.

O dormitório ganhou tons claros, evocando um décor singelo. | Foto Thiago Drummond

O casal solicitou um dormitório de atmosfera leve e detalhes personalizados, como a penteadeira executada para a moradora. O bege das paredes, que é revestido em papel de parede com efeito de um linho, contrastou com a cabeceira em madeira de tom claro e o mobiliário branco, como a mesinha lateral e a própria penteadeira. O espelho redondo e o pendente agregam modernidade, além dos tons de verde que revelam a presença do natural, com a costela de adão na almofada e quadros acima da cabeceira.

O quarto da filha mais velha foi inspirado na riqueza de espécies de um jardim. | Foto Thiago Drummond

Para o dormitório da filha mais velha, o adesivo reproduz a alegria da natureza e suas diversas espécies de flores e cores. A cama, com estrutura de casinha, transmite proteção para a menina, além de reforçar o clima lúdico do quarto. “Um cantinho para os livros também era essencial”, explica a arquiteta.

O quarto do bebê foi produzido a partir das paredes de drywall, solução que permitiu a construção de mais um cômodo na planta do imóvel | Foto Thiago Drummond

Conforto e delicadeza são coisas que não faltam no ambiente dedicado ao recém-nascido. A cômoda foi eleita como apoio para o trocador e adornos. O berço de madeira é uma peça coringa para o ambiente, já que é neutro e atemporal. A poltrona foi um elemento pra lá de importante na composição, pois é o ponto de conexão onde a mamãe terá os seus momentos de amamentação com o bebê. “A sutiliza permeia por cada cantinho deste quarto”, define Carina.

 

Os banheiros seguem a mesma proposta prática e funcional do apartamento todo. | Foto Thiago Drummond

O casal solicitou que o lavabo oferecesse um estilo mais sofisticado. O resultado foi obtido por meio da especificação dos acabamentos, como as pastilhas na parede do espelho e a iluminação. O banheiro dos moradores segue o estilo clean com paredes, móveis e louças na cor branca.

“Fiquei muito feliz com esse projeto... harmonia, personalização e leveza possibilitaram à família realizar a mudança não para uma casa... mas para seu novo lar”, finaliza.

 

Essa matéria foi concedida pela DC33. Muito obrigada DC33 e Carina Dal Fabbro Arquitetura pelo material compartilhado.