Tintas e pinturas: do planejamento ao mãos à obra

A pintura pode ser considerada a alma de uma casa. Uma mão de tinta é capaz de renovar um ambiente. Uma nova cor pode mudar totalmente a cara de um lugar, fazendo o imóvel parecer outro. O universo da pintura é bem mais do que somente latas de tintas, rolos e pincéis. Além das tintas tradicionais, que podem ser encontradas nas versões fosca, semibrilho e acetinado, o mercado hoje oferece uma infinidade de opções, que variam desde uma pintura lisa em tons tradicionais até às chamadas texturas.

Clique aqui e conheça todos os nossos fornecedores de tintas em Sorocaba

Preparação da superfície a ser pintada

A superfície precisa estar firme, uniforme (sem buracos ou rachaduras), seca e sem poeira, gordura, graxa, sabão ou mofo. Antes de pintar, é preciso verificar e corrigir imperfeições na parede, com argamassa ou massa corrida. Em caso de reboco novo, é preciso aguardar 28 dias no mínimo para a sua secagem, antes da pintura.

Os principais problemas causados pela falta de uma preparação correta da superfície são:

• Eflorescência (formação de manchas esbranquiçadas na parede pintada, por causa do reboco úmido)

• Saponificação (junção da umidade com substâncias da cal e do cimento que compõem o reboco, formando manchas)

• Desagregamento (a pintura se solta da parede, junto com parte do reboco, esfarelando)

• Descascamento ou calcinação

• Formação de bolhas

• Aparecimento de manchas

• Fissuras e trincas

Como escolher as tintas

A escolha da tinta deve ter como primeiro critério a superfície onde será aplicada: alvenaria, metal ou madeira. O segundo critério básico é o local onde será aplicada: interior ou exterior do imóvel e o tipo de cômodo.

Para paredes (mais indicadas):

De Base Vinílica – Indicada para interiores e exteriores (menor resistência no exterior);

De Base Acrílica – Indicada para exteriores e interiores (maior resistência no exterior);

De Base 100% Acrílica – Indicada para exteriores (grande resistência no exterior);

De Base Pliolite – Indicada para exteriores (grande resistência no exterior);

• De Base Polissiloxano – Indicada para exteriores (Pintura de suportes com humidades retidas. Repintura de edifícios antigos com paredes em pedra rebocada.);

Para metais e madeiras (mais indicadas):

De Base Sintética;

De Base Acrílica;

De Base 100% Acrílica;

De Base Poliuretano (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

De Base Epoxi (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

De Base Uretanado;

Para pavimentos madeira (mais indicadas):

De Base Poliuretano (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

Para Pavimentos (mais indicadas):

De Base Epoxi (1 e 2 componentes – 2 componentes é mais resistente);

Para outras superfícies:

No caso de outras superfícies a serem pintadas, tais como: Telhas, Terraços, Piscinas, Depósitos, Pontes, Viadutos, Decks, Maquinaria, etc., existem também tintas para cada fim, se tiver dúvida na que deve comprara aconselhe-se junto de um profissional.

Clique aqui e conheça todos os nossos fornecedores de Tintas

Tintas de base aquosa e base solvente:

Existem tintas de base aquosa e de base solvente, sendo que as de base aquosa são muito menos poluentes que as de base solvente, e não têm quase cheiro nenhum, por isso são mais indicadas para interiores.

De Base Aquosa (Diluente: Água);

De Base Solvente (Diluentes: Diluente Sintético, Diluente Epoxi, Diluente Poliuretano, etc., conforme o caso;

Tipos de acabamento

Os modelos de tintas acima ainda apresentam diferentes tipos de acabamento. Veja as principais características de cada um deles:

Fosco: é ideal para esconder as imperfeições das superfícies. O acabamento apresenta elevado rendimento e boa durabilidade. O problema é a sujeira, uma vez que a porosidade da tinta facilita o acúmulo de pó.

Acetinado: é o modelo intermediário na questão de brilho. Confere à parede elegância pelo aspecto suave e geralmente é comercializado em cores intensas.

Semibrilhante: a tinta já apresenta algum brilho e seu grau de resistência é maior do que os anteriores. O acabamento conta também com mais facilidade de limpeza, no entanto, as imperfeições começam a se tornar evidentes.

Brilhante: é o modelo que apresenta grande facilidade no quesito limpeza e alta resistência. Apesar disso, qualquer defeito da parede se destaque e a aplicação deve ser feita com cuidado, já que retoques ficam sobressalentes.

Equipamento adequado

Pincéis e rolos especiais são usados para obter os efeitos de relevo e 'desenhos' em texturas. O manuseio destes equipamentos requer técnica e deve ser feito por profissionais habilitados. As texturas são em geral usadas em ambientes externos ou internos para efeitos decorativos.

O mercado de pinturas é muito mais do que somente tintas e pincéis. Esses itens são os mais conhecidos, mas as lojas especializadas oferecem uma linha completa de produtos que atendem desde o preparo da parede (alisamento da superfícies, correções de imperfeições etc) até o acabamento final.

Como avaliar o resultado final da pintura

Se o pintor foi responsável por preparar as paredes, é importante assegurar que estejam lisas assim que o trabalho for concluído. Passe a mão ao longo das paredes para verificar se há imperfeições. Se você vir linhas de entrada irregulares, marcas de pingos e pincel ou prova de tinta derramada ou respingada, fale com seu pintor imediatamente sobre as suas preocupações. O acabamento está uniforme e sem imperfeições? É mais difícil de se obter um acabamento impecável com cores escuras, mas um pintor experiente não deve ter problemas em conseguí-lo.

 

Encontre diversos fornecedores de tintas em Sorocaba no Guia do Construtorwww.guiadoconstrutor.com.br/tintas-em-sorocaba